8 de ago de 2010

Pela revitalização da Praça Flores da Cunha e Parque Internacional

Olá, pessoas! Já faz mais de um mês que não dou as caras por aqui... Pois é, uma vergonha. Muito trabalho e alguma falta de inspiração pra escrever. Mas nada melhor pra inspiração surgir, do algo que me indigne. Foi espiando um e-mail de uma grande amiga com um link de um blog que tomei ciência de um movimento e uso esse espaço pra colocar meu desabafo. Nasci, me criei, casei, estudei, descasei em Santana do Livramento. Lá eu tenho família e amigos, toda minha história e lembranças. Mudei de cidade há uns 6 anos,
mas carrego a fronteira sempre no meu coração. Tenho fotos de infância nessa praça, dos seus 'cachorros' e lembro que na época que decidiram deixar os camelôs tomarem conta do espaço eu lamentei muito. O Parque Internacional era bem mais bonito sem esse monte de ‘vans’ de lanches. Ainda bem que alguém teve uma iniciativa, mesmo que anos depois (saiba mais aqui). Sou a favor da volta da praça, como de outros espaços da cidade que foram totalmente desvalorizados e descaracterizados. Já escrevi a respeito antes aqui. Temos casas por onde passaram Nelson Gonçalves, David Canabarro e Martin Fierro e outros tantos prédios com história que passam despercebidos. Dentre tantos destaques uma poetisa santanense que talvez poucos conheçam (Helena Schopenhauer Borges) chamou a atenção de uma personalidade da mídia, Marcia Tiburi (leia mais aqui). Temos uma rodoviária que é uma vergonha e temos uma característica que poucas cidades têm (só uma rua nos separa de outro país). Temos duas universidades que precisam ser valorizadas (Uergs e Unipampa). O povo santanense precisa dar mais valor pra sua terra, sua gente, sua história e às conquistas que conseguiu. Sou a favor do progresso, nunca esquecendo de onde viemos. Também assumo minha parcela de culpa, mas sempre é tempo de fazer a coisa certa. Assistam ao vídeo, acessem o blog, leiam e participem do abaixo-assinado. Eu já deixei minha ‘assinatura’ lá. Abraço fronteiriço a todos!

Um comentário:

Marcelo disse...

Que coisa triste...
Pior que isso é geral.
E o descaso do governo tb é o descaso do povo... Se quiséssemos, mesmo, poderíamos mudar muitas coisas, através de ações coletivas, movimentos e protestos, enfim.
Mas quem tem saco, né?
Questão de investir em educação, blá blá blá... O que se diz sempre...