12 de abr de 2009

Eu sou minha própria mulher


Dia 13 de março, fui prestigiar Edwin Luisi na peça "Eu sou minha própria mulher". Espetáculo interessante, onde o ator mostra todo seu potencial intercalando 25 personagens em uma história sobre um travesti da década de 30 na Alemanha. Vários diálogos em alemão. Mais uma vez encontrei minha turminha de parceiras para atividades culturais (hehe), mas dessa vez sem esticar a noite, pois tinha que matar a saudade de uma amiga querida que estava de passagem pela cidade. No sábado, aulinha de yoga pra quebrar a rotina e um sorvetinho que rendeu... (hehehehe). No domingo, terreno do Ashram de novo... Ô carma que não se acaba... (hehehe).

Agostinho num dia, Borghetinho no outro

Olá! Colocando as coisas em dia, depois de um tempo fora do ar.
Em março assisti a peça "Inquieto Coração", baseada em passagens da vida de Santo Agostinho. O título da peça não poderia ser melhor. Depois de assistí-la, se ficar pensando nos questionamentos de Agostinho, não tem como não ficar com o coração inquieto (hehe). Na saída do teatro encontrei duas amigas, companheiras de atividades culturais e comentamos sobre a peça. Para aquietar nossos corações inquietos fomos beber umas em homenagem a Santo Agostinho (hehe). Fomos brindadas com a presença do diretor da peça (Henrique Tavares) que nos acompanhou em nossos devaneios que foram até às 3 da madrugada com direito a fritas, polenta e até caldinho de feijão. Até uma versão gaudéria da peça saiu =). O cenário tinha os 4 elementos... Muito interessante. Lembrei que uma das minhas amigas ficou de me mandar a foto que tirei com o Henrique... Ficou na saudade.

No dia seguinte, sábado, assisti ao show de Renato Borghetti, o Borghetinho. Muito bom ver o público na praça prestigiando um show de música tradicionalista instrumental. O show valeu cada minuto gasto, já que não precisei tirar um centavo do bolso para a apreciação. O flautista deu um show a parte, mostrando ter um fôlego impressionante. Música boa, noite agradável...
Domingo, terreno do Ashram em Sinimbu pra queimar um pouco de carma. Foi um final de semana muito legal e pude curtir momentos divertidos com amigos.