4 de jun de 2007

Metade - Oswaldo Montenegro

Conheci essa poesia através da minha colega e amiga Fátima. Ela simplesmente adora. Já simpatizava com Oswaldo Montenegro, mas depois de ler esse texto desse homem "inundado de sentimentos", passei a ser fã. Achei o texto lindo... Então pra vocês que como eu e como ele são metade o que pensam e a outra metade vulcão, são metade a lembrança do que foram e a outra metade não sabem, deliciem-se com os versos abaixo:


Nenhum comentário: